PERIODIZAÇÃO DA PREPARAÇÃO NO LEVANTAMENTO DE PESO,  Parte 1

PERIODIZAÇÃO DA PREPARAÇÃO NO LEVANTAMENTO DE PESO, Parte 1

Language / Язык: ENG RUS PT ES

    Período preparatório - fase preparatória geral.

    A periodização da preparação é um processo criativo que permite controlar o momento quando o atleta alcança o pico da sua forma física, levando em conta o calendário das competições.

    O fundamento da periodização racional consiste em construção do processo de treinamento que fornece adaptação devido a diferentes cargas e métodos de treinamento.

    Sendo que o técnico e o atleta devem resolver as seguintes questões:

    - Elaborar a carga para desenvolver o treinamento com competência;

    - Manter um equilíbrio entre várias partes da preparação;

    - Aplicar as técnicas necessárias para este período e fase, semana ou aula.

    Período preparatório.

    No levantamento de peso, o período preparatório dura de 6 a 8 e, às vezes, até 10 semanas. Neste período uma base funcional, necessária para o desempenho de grandes cargas, é criada, habilidades motoras aprimoradas, qualidades físicas desenvolvidas, treinamento tático e psicológico realizado.

    Os exercícios  aplicados ​podem diferir significativamente dos exercícios competitivos, já que a principal tarefa de preparação neste estágio não é o nível do resultado esportivo, mas o aprimoramento das capacidades dos sistemas funcionais. Isso envolve o amplo uso de vários exercícios auxiliares. Durante o período preparatório, a proporção de meios auxiliares de treinamento muda. No início do período, os exercícios básicos são de natureza básica e auxiliar. Gradualmente, a proporção muda na direção de aumento dos exercícios especiais preparatórios e competitivos.

    O período preparatório é dividido em duas etapas: preparatório geral e preparatório especial. Relação entre a duração dos estágios depende do nível do atleta. Ao preparar atletas de alta qualificação, uma fase preparatória geral relativamente curta (2-3 semanas) e uma preparação especial longa (4-6 semanas) estão planejadas; atletas com pouca experiência em treinamento (até 3 anos) têm a relação contrária.

    Fase preparatória geral. Objetivos principais:

    - aumentar o nível de aptidão física geral e auxiliar do atleta;

    - aumentar a capacidade de sistemas funcionais;

    - proporcionar a formação técnica diversificada.

    Nesta fase, em primeiro lugar, os alicerces para o seguinte desenvolvimento do resultado esportivo são lançados. É dada atenção especial ao desenvolvimento de qualidades de força de velocidade e a melhoria de elementos separados da técnica de movimentos. Os exercícios de arranco e arremesso são realizados das posições iniciais não muito padronizadas (blocks, deficit e diferentes hang positions) com o uso de vários elementos de treinamento - pré-fadiga, estática, desaceleração, modos combinados de treinamento. Os programas de treinos desta etapa incluem também um grande número de treinos especiais de saltos para antes e depois das aulas. Os treinadores costumam planejar sessões de treinos individuais no estádio para fazer os sprints curtos e acelerações.

    Uma tarefa importante da fase preparatória geral é aumentar a capacidade do atleta de suportar cargas pesadas. Portanto, vários tipos de treino são aplicados ​​e combinados para desenvolver: força máxima, força explosiva e resistência de potência. O número de repetições numa abordagem pode chegar a 4-6. Um bom exemplo para este estágio pode ser o seguinte exercício de arranco snatch + power snatch + OHS (2 + 2 + 2) ou de arremesso Front squat+push press+jerk (2+2+2). Sendo que a intensidade não será alta (55-65%), mas com um número funcional de abordagens de 3 a 5 será complicado chamar um treinamento desse de fácil.

    Um grande número de supinos, flexões, exercícios abdominais e core será apropriado nesta fase.

    De acordo com as recomendações e a experiência de muitos treinadores em programas de mulheres, o volume dos treinos em exercícios auxiliares de supino neste período é mais de 10-15% devido ao fato das mulheres terem uma desproporção na manifestação da força das extremidades superior e inferior.

    Por causa disso, os atletas muitas vezes precisam treinar num estado de recuperação incompleta, o que é bastante aceitável para esta fase de preparação.

    O desenvolvimento de flexibilidade e coordenação é de grande importância. O alongamento completo e a liberação miofascial devem ser parte integrante dos treinamentos dos atletas em qualquer nível, pois essa é uma das formas de prevenir lesões e preservar a longevidade atlética.

    A parte dos exercícios competitivos no volume total é pequena. A eficácia do treinamento neste período preparatório não depende diretamente do volume de exercícios competitivos. Além disso, o uso excessivo dos exercícios competitivos em detrimento de exercícios preparatórios auxiliares e especiais pode afetar adversamente a qualidade da formação. Portanto, o SNATCH é realizado não mais do que uma vez por semana, o C & J pode ser programado a cada 7-10 dias, mas não menos que isso.

    Nos próximos artigos, falaremos sobre o estágio preparatório especial do período preparatório e sobre as características do período competitivo, e também abordaremos a questão de como elaborar as cargas no período de transição adequadamente.

TREINE JUNTO – TREINE CERTO!

1. "OLYMPIC WEIGHTLIFTING IN THE HUMAN WORLD" OR, WHAT CAMP OPENED UP FOR ME

2. SNATCH GRIP WIDTH

3. POWER POSITION AND SCIENCE


Leave a comment

Get Free PDF with TOP 5 Weightlifting Mistakes and Ways to Fix Them

Please enter a valid e-mail

You are subscribed! Stay tuned