HORÁRIO OTIMIZADO PARA O TREINO: QUANDO E PELO QUAL MOTIVO?

HORÁRIO OTIMIZADO PARA O TREINO: QUANDO E PELO QUAL MOTIVO?

Language / Язык: ENG RUS PT ES

    Todo mundo sabe que os ritmos circadianos são uma característica normal de todos os organismos vivos, incluindo dos humanos. Esses ritmos se devem principalmente aos ciclos de luz e temperatura do ambiente, associados à rotação diária da Terra em torno de seu eixo, e se manifestam em vários processos da atividade vital do organismo.

    Isso se aplica à temperatura corporal, atividade hormonal, atividade cardiovascular, capacidade de trabalho, etc. Embora o ritmo natural de atividade normalmente ultrapasse 24 horas, sincronizadores externos - a mudança do dia e da noite, modo geral de vida, atividade motora, alimentação - formam um ritmo circadiano das funções vitais estável.

    A capacidade de trabalho e a manifestação de várias qualidades físicas e mentais variam dependendo do horário do dia e da noite. O nível mais alto da capacidade funcional do corpo observa-se das 13 às 14 horas a das 18 às 20 horas, o mais baixo - das 2 às 5 horas. Ao mesmo tempo, as variações podem ser bastante significativas. Por exemplo, variações na frequência cardíaca em repouso podem atingir de 20 a 30%. Nas primeiras horas da manhã, as capacidades psicomotoras de uma pessoa também são significativamente reduzidas.

    Há uma relação próxima entre a temperatura do corpo e a funcionalidade dos atletas. Mas no caso dos atletas profissionais o ritmo pode adquirir um caráter específico dependendo do horário dos treinos. Para os atletas que estão acostumados a treinar cedo pela manhã, por exemplo, essa diferença pode não ser tão significativa. Além disso, um treinamento regular prolongado feito no horário matutino pode levar ao fato de que as taxas registradas às 7-8 da manhã podem ser maiores do que durante o dia ou à noite.

    Treinar nos horários diferentes do dia tem suas próprias características que você precisa conhecer e lembrar. O estudo de novos elementos técnicos é mais bem sucedido na primeira metade do dia - das 10 às 12 horas, momento em que há um nível máximo de habilidades cognitivas do atleta, um pico de humor, bem-estar, desempenho mental. O pico dos indicadores psicológicos é associado ao nível máximo de cortisol e catecolaminas que são observados pela manhã.

    O trabalho no desenvolvimento de capacidades de força de velocidade, habilidades de coordenação, mobilidade nas articulações será mais bem sucedido se conduzido na faixa das 16 às 18 horas. É nesse momento que o pico mais alto dessas habilidades motoras é observado.

    Desenvolver a resistência é aconselhável no final da tarde - das 16 às 19 horas.  É nesse horário que nós podemos observar os valores máximos de consumo de oxigênio, ventilação pulmonar, o volume sistólico de ejeção, o débito cardíaco, etc. Ao mesmo tempo, os atletas superam a sensação de fadiga com mais facilidade, recuperando os processos intensamente. Ao treinar duas vezes por dia - de manhã e no final do dia - o indicador de performance mais alto ocorre no segundo treino. Esta informação será útil no planejamento de alguns treinos por dia no CrossFit.

    As variações diurnas normais das funções vegetativas, indubitavelmente, deixam uma impressão no tamanho das variações dos índices da capacidade de trabalho especial. Quando o horário dos treinos coincide com o pico fisiológico da atividade vital do organismo, o nível de capacidade de trabalho do ponto de vista da atividade fisiológica mostra-se maior em comparação com o observado quando os estudos são realizados no horário ineficaz.

    É importante garantir que o horário do treino seja o mais estável possível, uma vez que a reorganização do regime de treino é acompanhada por uma diminuição no desempenho dos atletas, um enfraquecimento dos processos de recuperação após as cargas, que não podem afetar a qualidade do processo de treinamento. O horário dos treinos pode e deve mudar somente antes das competições importantes que serão realizadas num horário diferente do horário normal ou num fuso horário diferente.

    A mudança no horário de realização dos treinos leva a uma mudança regular no ritmo da capacidade de trabalho. Os recursos de potência de velocidade são os que mais se adaptam: em 10 a 15 dias, os atletas mostram o melhor desempenho no horário de treino alterado. Reestruturação da resistência ocorre um pouco mais tarde - até o final da terceira semana.

    Pode parecer estranho, mas a ciência nos diz que uma reorganização e sincronização mais eficientes do ritmo circadiano se deve à comunicação entre as pessoas. Treinar em conjunto como uma equipe e manter as boas emoções são uma excelente ajuda neste sentido!

    TREINE JUNTO – TREINE CERTO!

    1. HOW TO COMPETE: SMALL TIPS

    2. SNATCH GRIP WIDTH

    3. WEIGHT CATEGORY AND HEIGHT


Leave a comment

Get Free PDF with TOP 5 Weightlifting Mistakes and Ways to Fix Them

Please enter a valid e-mail

You are subscribed! Stay tuned